19 Jun 2017• Por Equipe Vitrine da Joia

Revenda de semijoias: 3 dicas e 1 ebook para investir num mercado muito lucrativo

Mesmo diante da maior crise da história do Brasil, o mercado da moda cresce por aqui. Só em 2016, nossas joias folheadas a ouro e prata e as bijuterias brasileiras movimentaram cerca de R$330mi, e a expectativa são das melhores.

 

Alguns fatores contribuem para esse crescimento:

- a participação da mulher cada vez mais efetiva no mercado de trabalho;

- o aumento do consumo por parte dos homens neste tipo de produto, como anéis e pulseiras, principalmente;

- classes A e B estão consumindo mais este tipo de produto, saindo um pouco do mercado das joias e investindo em peças relativamente mais baratas.

 

Enfim, a crise mudou o hábito de consumo dos brasileiros. Ou não fica muito mais em conta comprar um acessório incrível para compor o seu estilo do que mudar o seu guarda roupa?

 

Outro ponto: muitas pessoas estão buscando, de um lado, uma renda complementar ao seu orçamento ou até mesmo, diante da dificuldade do mercado de trabalho e com algum dinheiro para investir, ter seu próprio negócio. De outro lado, consumidores que estão comprando mais sem sair de casa, seja on-line ou por vendas diretas porta em porta.

 

Une-se o útil ao agradável. E você pode empreender em cima desta necessidade do mercado. Que tal investir aquele dinheiro que você tem extra ou tem a receber do FGTS e investir neste mercado em expansão.

 

Pensando nisso, vou deixar 3 dicas valiosas para você ver como vale a pena investir neste mercado  1 e-book com 10 dicas incríveis!

 

Dica 1 – Para quem revender meus produtos e quais peças investir?

Com certeza você tem irmãs, tias, primas, amigas e colegas de trabalho  que usam diariamente e em várias ocasiões acessórios dos mais variados tipos. Seja mais casual, para trabalhar, para happy hour ou uma festa, uma mulher sempre pensa, de modo geral, qual a roupa e os acessórios para usar no cotidiano.

Observe os gostos e pergunte quanto ela pagou por aquele anel, brinco, pulseira e colares. Só nesta pesquisa informal e com a sua observação você vai ter ideia de quais estilos de produtos você deve investir no começo e o quanto cada peça deve custar para você para que a revenda seja rápida e certeira.

 

Dica 2 – Possibilidade de boa margem de lucro!

Sim, e esse fator já seria por si só um belo motivo para você investir neste mercado. Somente na cidade de Limeira existem mais de 300 lojas e fábricas para você pesquisar tendências, tipos de peça e valores. Muitas trabalham com quantidade mínima de peças, outras trabalham com um mínimo de valores. A grande maioria das lojas e marcas trabalham com valores de investimento a partir de R$300,00 em compras.

E possível comprar semijoias no atacado e revender com margens superiores a incríveis 100%, mas claro que isso depende muito do seu feeling em relação a quanto cobrar.

A dica mais importante aqui é: ao precificar o seu produto para venda, não se esqueça de colocar no custo das suas peças o quanto você gastou com deslocamento, cartelas, saquinhos para presente e colocar esse custo no valor final.

Muita gente pensa apenas no produto e coloca a sua margem em cima, mas aí o lucro escorre pelas mãos em custos que nos esquecemos de calcular.

E seja inteligente: utilize o seu lucro para comprar mais peças e fazer seu negócio crescer!

 

Dica 3: na era da tecnologia e das conexões, esteja presente em vários canais!

Com o uso da internet e a aproximação das conexões através da tecnologia, porque não usar as suas redes sociais para divulgar alguns produtos? Ou quem sabe fazer uma parceria com aquele salão que você e centenas de mulheres que às vezes você nem conhece e deixar seus produtos em consignação? A vantagem de você ser dona do seu próprio negócio é que você mesmo pode traçar suas estratégias de vendas e estar presente em vários lugares ao mesmo tempo.

Você pode até mesmo criar a sua marca e ter seu próprio e-commerce, ter suas próprias revendedoras e pagar uma comissão para elas revenderem os seus produtos, fazer parcerias com lojas e boutiques da sua cidade ou até mesmo participar de bazares.

Trace a sua estratégia de crescimento e quem sabe essa “renda extra” não se torne o seu próprio negócio?

 

Além dessas 3 dicas, vou deixar aqui um link para você com mais 10 dicas incríveis para você entender um porco mais deste mercado muito lucrativo! Baixe o e-book AQUI

 

 

Compartilhe com aquela sua amiga que esta procurando uma oportunidade de uma renda extra ou ter o seu negócio e fale aqui pra gente a sua experiência com este ramo.

 

Ótimos negócios!

 

Texto: Angelo Zambom

 

 

Comentários via Facebook

Comentários

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).



Assine nossa newsletter

Últimas do Instagram