16 Jul 2019• Por Equipe Vitrine da Joia

Como cobrar o cliente que me deve sem parecer ser chato

Cobrar alguém que te deve... Essa sempre foi uma das tarefas mais difíceis para o empreendedor, e sempre será até ele parar de vender fiado.

 

Mas vamos lá, como cobrar uma pessoa que te deve e já passou do prazo estipulado em que ela disse que pagaria?  Apesar de ser constrangedor, é necessário cobrá-la, afinal de contas, como você vai pagar suas contas, não é mesmo?

 

Primeiramente, informe a pessoa que está te devendo, como um lembrete, pois existem casos que essa pessoa esquece mesmo. Por exemplo: “Oi, estou passando só para saber quando você consegue acertar aquele conjunto de brincos que comprou no mês passado, pois preciso me programar com as contas que tenho aqui”. Só com isso a pessoa já se manifesta e te passa uma posição. Caso ela não se lembre direito do valor ou da compra, mostre a ela os valores e o que vocês haviam combinado anteriormente.

 

Se você já fez esse primeiro aviso, volte a ele com uma posição mais rigorosa, com frases do tipo: “Você precisa me pagar”, “Eu preciso do dinheiro”, “Eu preciso receber esse dinheiro”. Dessa forma, essa pessoa perceberá que você está mesmo precisando receber esse dinheiro e que você está determinado a recebê-lo.

 

 

Leia aqui: Dicas para fugir da venda no fiado

 

 

Agora, anote aqui algumas dicas que te ajudarão neste processo:

 

1 – Tenha um cadastro bem organizado

 

Com um banco de dados bem atualizado você pode ver quais clientes são bons pagadores, e os maus também dessa forma você poderá oferecer vantagens para quem paga dentro do prazo e fazer estratégias para contornar situações de dívidas.

 

2 – Tenha uma estratégia para quem paga em dia

 

Como um cartão fidelidade que ele possa ter um desconto na próxima compra ou acumule pontos para ganhar um prêmio ou concorrer a um, pode ter descontos exclusivos por se tratar de um bom cliente. Cuide de seus bons clientes.

 

 

 

3 – Treine seus funcionários

 

Para abordarem os maus pagadores de maneira certa, sempre respeitando as normas dos direitos dos consumidores, é sempre bom funcionários do estabelecimento saber sobre os deveres e os direitos dos consumidores.

 

4 – Seja ético, apesar de tudo

 

Não invente juros altos e abusivos, pois isso dificultara mais ainda a quitação das dívidas, além de que é ilegal.

 

5 – Facilite o pagamento

 

Dê mais opções de pagamento ao cliente, ofereça cartão de crédito, débito boleto, tudo que for possível para ajudar o pagamento mais rápido. Não faça o excesso de cobrança também, se for um valor baixo deixe passar e não venda para essa pessoa nunca mais, pois não vai compensar entrar em um processo porque no fim você vai gastar muito.

 

6 – Seja objetivo em contratos

 

Faça contratos claros e objetivos quando for vender algo e quando for contratar também, com uma linguagem fácil de entender e bem estruturado com todas as informações necessárias, isso evita calote ou o famoso perde-ganha. Porque numa translação os dois têm que sair ganhando para voltar a acontecer um contato ou uma compra com o mesmo.

Comentários via Facebook

Comentários

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com asterisco (*).



Assine nossa newsletter

Últimas do Instagram